sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Olha...

 (arquivo pessoal)


tenho fé na face
que reflete o fundo
-espelho d'água-
cor de certo descuido,
obra de algum deus mudo
que se vingou errante
nesses meus falantes
olhos verdes quase musgos


(Cris de Souza)

25 comentários:

  1. Ouço.

    Beijo.

    (Não, não dá pra dizer só isso. Esse poema é de extrema beleza!)

    ResponderExcluir
  2. Olhar Terno

    Ela chegou para o show da vida!...
    O verde lembra a alfafa do mourão;
    Ei-la! — uma rezadeira incontida!

    Nas velas invisíveis do porão
    Não contestam ações da maresia!...
    Caem lá fora gotas do verão.

    Na túnica vermelha ressurgia
    A alma irreversível da união!...

    ResponderExcluir
  3. Ai que lindooooooooooooooo!
    É preciso ter Fé sempre...porque a Fé..."não costuma fáia"...!
    bjosssssssss

    ResponderExcluir
  4. 'olhos verdes quase musgos', definiçaõ perfeita!
    Bjs*

    ResponderExcluir
  5. olhos belíssimos, verdes como musgo a renascer constantemente vida! Beijos

    ResponderExcluir
  6. são cismadores e fatais, esses olhos, esses olhos, olhando


    beijo

    ResponderExcluir
  7. "Uma moça bonita de olhar agateado deixou em pedaços o meu coração..."

    Olhos tão belos que faz tudo ter a face mais bela através dos belos olhos teus.

    Beijos cheios de pólen e saudade.

    ResponderExcluir
  8. Assim, baby.
    Profundamente lírico.

    carinhoso beijo, poetisa.

    ResponderExcluir
  9. Linda, linda, linda! Em todos os sentidos!

    ResponderExcluir
  10. Que olhos, Cris!
    parece uma felina
    e como devem falar quando assumem os mais variados tons de verde e os quase musgo
    bem bonitos, os ditos e os olhos
    beijos prati

    ResponderExcluir
  11. Esses olhos são perfeitos...muito bonito

    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Cris,

    Tu constróis imagens como quem pinta uma tela.

    Daqui sinto-as e fruo-as.

    bj

    ResponderExcluir
  13. Obra de um deus mais que generoso, justo. Um beijo.

    ResponderExcluir
  14. Cris,

    talvez deus se tenha vingado

    nos olhos de quem vê

    será traição?!

    será destino?!

    beijo

    ResponderExcluir
  15. tenho fé. perdi o olhar...
    um abraço, cris desse tal olhar verde-musgo!

    ResponderExcluir
  16. Eu tenho fé nestes teus olhos que são faróis azuis... ou seriam verdes?
    Esperança marítima...
    Não deixe essa luz se apagar ou ofuscár-se perante as adversidades!
    Vc nasceu para iluminar e é um ser de luz própria!
    bjs menina dos meus olhos!

    ResponderExcluir
  17. Olhos de Clarice Lispector que quase não apareciam verdes nas fotos.

    ResponderExcluir
  18. Uau!!!! Fiquei sem palavras agora para te comentar... kkkkkkkkkkkkkkkk ARRASOU! ;)

    Tem um lindo olhar, Flor. E seja o verde de que tom for, é belo! É misterioso! É profundo e tocante!

    Adorei! Beijocas mil. ;)

    ResponderExcluir
  19. É... Tens, realmente, olhos tri bonitos!

    Devem ser motivo de muito orgulho para ti!

    Um abraço! Feliz Natal!

    ResponderExcluir
  20. Cris,

    voltei para desejar um óptimo natal

    e tudo de bom

    beijo

    ResponderExcluir
  21. Boa noite, Cris,
    obrigado pelo convite a vir conhecer este outro blog teu. Estou encantado com o que leio. Esse poema, assim como esse olhar, tem uma beleza e profundidade que pede releituras. Meus parabéns pelo texto e pelo blog. Se me permite, vou pô-lo na minha listinha.

    Um grande abraço, poetisa, felicidades.

    André

    ResponderExcluir
  22. Olho nos olhos quero ver o que voce faz...rsrs eu amo esses olhos bem demais...Kisses.

    ResponderExcluir
  23. Olhos de cantar mais mil serenatas

    ResponderExcluir

Viajai-vos!