segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Entrelinhas

(andorinhas na primavera, aquarela chinesa)


ah, todo azul
do céu 
vale a pena

em cena 
um cordel
de andorinhas

descortina
o branco
das entrelinhas 


(Cris de Souza)

25 comentários:

  1. Gente, que poema mais lindo, Cris! Vejo andorinhas sim... porque sonhos são assim, coloridos e esvoaçantes.

    ResponderExcluir
  2. "cordel de andorinhas"

    Que maravilha, moça!

    Beijo.

    ResponderExcluir
  3. *
    Bela
    e anilada perspicácia !
    ,
    azuladas brisas,
    brisas,
    ,
    *

    ResponderExcluir
  4. Perfeito!!!!!

    Todo azul vale mesmo a pena...
    E o cordel de andorinhas é pra ler, cantar, ouvir e amar!!!

    Todas as imagens entre e além das linhas são lindas, minha fada!!!

    Um beijo com todo este azul!!!!!

    ResponderExcluir
  5. Nesta tarde cinzenta queria o azul do céu, o branco das andorinhas e as entrelinhas...
    Bj*

    ResponderExcluir
  6. O azul é lindo
    Com azul eu vivo
    De azul eu vou.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  7. Um azul que nos faz permanecer aqui e sentir as sensações.

    bj

    ResponderExcluir
  8. Eu queria escrever assim, sabia mocinha? Um beijo.

    ResponderExcluir
  9. Belíssimo! Tudo, cada verso, a ilustração, as entrelinhas. De fazer verão!

    Nessas entrelinhas a luz branca que pode virar espectro de todas as cores.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  10. ah,baby
    as andorinhas sumiram
    da minha varanda
    ...

    belos versos,
    beijo carinhoso, poetisa.

    ResponderExcluir
  11. Ganhou um sorriso meu. Achei lindo!

    * Passando para conhecer.

    Beijo, beijo.

    ℓυηα

    ResponderExcluir
  12. Minha querida poetisa... vc é encantadoramente incrível com as palavras! Adoro ler-te!

    Que poema mais lindo! Mais lírico! Amei!

    Beijinho :)

    ResponderExcluir
  13. Saudações Cris,
    Sabe, li e vi tudo da tua válvula de escape
    que dizer?
    tenho você também ao sabor do toque
    o azul da página céu
    o branco da margarida por detrás das entrelinhas
    e as andorinhas
    agradecida
    um beijo

    ResponderExcluir
  14. Um delicioso canto de palavras que povoam esse azul de forma extraordinariamente bela!

    Ádorei ler!
    Beijinho

    ResponderExcluir
  15. Fico aqui, preso nesse "cordel de andorinhas", a imaginar tudo quanto escreves nas entrelinhas. Muito bom.

    Bjs

    Runa

    ResponderExcluir
  16. As entrelinhas para mim podem ser coloridas...
    Adorei teu jeito leve de manusear as palavras!
    Bjo

    ResponderExcluir
  17. Fico relendo aqui e vendo os cordéis formando uma pauta onde as andorinhas são as notas de uma azulada melodia.

    ResponderExcluir
  18. Cris, hoje a vítima no blog Vitima da Quinta foi vc.

    http://vtmadaquinta.blogspot.com/2010/12/145-vitima-da-quinta.html


    Confira ai no teu sidebar a tua caricatura linda, linda.

    Mas olha, se passar no blog, clica antes em anônimo para deixar um comentario por lá. Nao se identifique logo nao, pois vamos levar a brincadeira até o final do dia.

    Parabéns pelo lindo presente, pois estás belíssima.

    Abracos

    ResponderExcluir
  19. Um azul de cetim, bordado nos olhos!!

    que lindo. Blog mágico!!


    beijos

    ResponderExcluir
  20. Os azuis do Céu são como os azuis dos olhares. Entretanto encontramos um verde-esmeralda absoluto. Meus olhos são verdes; um verde escuro que ninguém nem nota. Perco-me nas esmeraldas de alguns olhares absolutos. São ventos que passam nas entrelinhas...

    ResponderExcluir
  21. A imagem de um cordel de andorinhas é magnífica! minha crescente admiração às tuas letras, poetisa.

    ResponderExcluir

Viajai-vos!