quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Lábia



toda  prosa
tece a rosa
na selva
do sentir

mel somente
pro beija-flor
traduzir


(Cris de Souza)

21 comentários:

  1. 'quero mel...ah...quero sim'...
    Bjs*

    ResponderExcluir
  2. Ah! Flor!
    Só sendo beija-flor mesmo, para traduzir em mel a intensidade do seu sentir...

    Lindo!
    Vc é demais! :)

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. ola, lindona, lindo isso, "mel, somente pro beija-flor traduzir. bjinhoss

    ResponderExcluir
  4. Cris,

    Quase que me faltam as palavras diante desta beleza.

    Em tão pouco dizer tanto, é um dom.

    Mais uma vez, parabéns e obrigada.

    bj

    ResponderExcluir
  5. Mas a rosa é desejada e cultivada por uma especialidade interessante, assim como o perfume “Angell”. Mas a rosa, por ser imperial não nasce em locais trigueiros, como as outras. Restam-nos as flores do campo que insistem em nascer em locais ermos, como ervas daninhas, mas são lindas e perfumadas.

    ResponderExcluir
  6. E qual é a língua-pátria do beija-flor?

    Beijo.

    ResponderExcluir
  7. Cris, saiu o resultado hoje da caricatura, agora pode aparecer de corpo presente, rs.

    Bjao

    ResponderExcluir
  8. Espetacular associação da foto ao poema.

    BeijooO*

    ResponderExcluir
  9. ...traigo
    sangre
    de
    la
    tarde
    herida
    en
    la
    mano
    y
    una
    vela
    de
    mi
    corazón
    para
    invitarte
    y
    darte
    este
    alma
    que
    viene
    para
    compartir
    contigo
    tu
    bello
    blog
    con
    un
    ramillete
    de
    oro
    y
    claveles
    dentro...


    desde mis
    HORAS ROTAS
    Y AULA DE PAZ


    COMPARTIENDO ILUSION
    CRIS

    CON saludos de la luna al
    reflejarse en el mar de la
    poesía...


    AFECTUOSAMENTE : OS DESEO UNAS FIESTAS ENTRAÑABLES 2010- Y FELIZ AÑO 2011 CON TODO MI CORAZON….


    ESPERO SEAN DE VUESTRO AGRADO EL POST POETIZADO DE ACEBO CUMBRES BORRASCOSAS, ENEMIGO A LAS PUERTAS, CACHORRO, FANTASMA DE LA OPERA, BLADE RUUNER Y CHOCOLATE.

    José
    Ramón...

    ResponderExcluir
  10. Amei a imagem, o poema...tudo!
    bjosssssssss

    ResponderExcluir
  11. Um perfumado sentir!
    Esses seus jogos de palavras, cores, aromas... são "um mar de rosas"!

    Beijinho

    ResponderExcluir
  12. a prosa da rosa:

    tessitura de flor


    beijo

    ResponderExcluir
  13. Cris toda prosa tece sim, e que linda observação em forma de poesia!

    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Cris,

    Vá ao meu blog e retire os selos que lhe ofereço.

    bj

    ResponderExcluir
  15. E o beija-flor traduz em poesia a rosa tecida pela prosa.
    Lindo!
    Um beijo, querida.

    ResponderExcluir
  16. Oi, Cris, bom dia!
    Versos lindos mesmo, de rara beleza! Você se mostra artista da expressão, exímia tecedora de rosas; e a todos nós, leitores, não resta outra intenção senão a de vir a ser beija-flores.
    Um beijo carinhoso!
    Lello Bandeira.

    ResponderExcluir
  17. Um poemeto que o que tem de sensual tem de poético. Parabéns, poetisa. E obrigado pela assiduidade e pelos generosos comentários às minhas veleidades literárias.

    Um bom dia,
    André

    ResponderExcluir
  18. Gostei bastante desse, mel amor.
    Viu? Te visito.

    ResponderExcluir

Viajai-vos!