segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Duas orações insubordinadas





AVE-POESIA

Ave-poesia, cheia de farsa!
O plagiador é convosco
Perdida sois voz entre as verves
E prescrito é o surto do vosso ventre sem luz 
Santa poesia mãe de adeus, 
Rogai pos nós os profanadores 
Agora e na hora de nosso mote. 
Além!


ORAÇÃO DO VERSO NOSSO

Verso nosso que estais ao léu
Conjugado seja o vosso pronome
Venha nós o vosso acento
Seja feita a vossa pluralidade
Assim no teclado, como no papel 
O verso nosso de cada dia nos dai hoje
Perdoai-nos as nossas reticências
Assim como nós perdoamos o hiato estendido
E não nos deixeis cair em interrogação
Mas livrai-nos do ponto final
Hífen!


(Cris de Souza)

23 comentários:

  1. Maravilha Cris, é sempre um prazer te ler e estar aqui em desenho é uma grande honra! Canto junto e que voe até onde puder e a quiser...grande beijo!

    ResponderExcluir
  2. e que os motes sejam todos louvados!

    beijinho cafona pra contrariar!

    ResponderExcluir
  3. genial, Cris
    bendita é,
    bendita seja,

    beijos, moça

    ResponderExcluir
  4. Impecável!!!!!!! Você é foda, me deixa de boca aberta. Beijossssssss.

    ResponderExcluir
  5. "O verso nosso de cada dia nos dai hoje..."
    Amém!
    Beijo.

    ResponderExcluir
  6. Eu, sempre descrente das religiões, com essas oraçõs percorreria todo um rosário. Não por penitência, mas por expressão de crença na arte.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  7. Amém!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Que boniteza!
    Beijos, Cris. Pra ti e pra Luiza :)

    ResponderExcluir
  8. oremos pois, hífen


    beijo Cris, beijo Luiza

    ResponderExcluir
  9. Genialidade, amém!
    bjs nas duas, Cris e Luiza

    ResponderExcluir
  10. Ameeeeeeeeeeeeei!

    www.olacocorderosa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Lindos, Lu e Cris!
    Beijos pra vocês, queridas.

    ResponderExcluir
  12. S-E-N-S-A-C-I-O-N-A-L-!

    li e reli algumas dezenas de vezes.
    vou rezá-las com meus filhos à mesa da refeição, se não se importa ;]

    amém!

    ResponderExcluir
  13. que faz um ateu diante deste altar? até os lábios saltam numa oração a um deus desconhecido.

    beijos, cris e luizita!

    ResponderExcluir
  14. Voltando aos poucos, Cris. E pra ti, agora, um amém, numa entonação poética à altura dos poemas-orações.

    Beijos,

    ResponderExcluir
  15. Deixemos a subordinação pra gramática.

    ResponderExcluir
  16. Hola Cris tu poesía es genial,
    que tengas un buen dia.
    saludos.

    ResponderExcluir
  17. Ave-poesia, pousa em mim tua nave.
    Lindos poemas, Cris.
    Beijoss

    ResponderExcluir
  18. Minha querida

    Como sempre mas entrelinhas está o cerne do poema...que assim seja.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  19. Olá.
    Gostei muito de seu blog,parabéns.
    Sabia que agora seu blog pode aparecer em um portal,isso mesmo,o Portal Teia,um portal só de blogs de qualidade.
    Se quiser participar é só nos fazer uma visitinha.
    Até mais

    ResponderExcluir

Viajai-vos!